Saiba o que significa Microlearning e a sua relação com a Curva de Esquecimento

A arte de assimilar conhecimento em escala é estudada há muito tempo. Um desses estudos aborda a Curva de Esquecimento e como ela afeta os estudos e absorção de conhecimento. Criado em 1885, o conceito foi desenvolvido pelo psicólogo alemão Hermann Ebbinghaus, pioneiro em estudos da memória.

No momento em que estamos aprendendo, conseguimos reter toda a informação. Após 20 minutos da visualização do conteúdo, esquecemos 42% das informações. Após 9 horas (menos que UM dia), a retenção da informação cai para 36%. Ao final do mês, o esquecimento do conteúdo é de quase 80%. Veja abaixo o gráfico da Curva de Esquecimento:

https://espresso3.com.br/a-curva-de-esquecimento-de-ebbinghaus/

Há diversas maneiras muito eficazes de exercitar o cérebro, explorar a memória e uma delas é utilizando o Microlearning. Da tradução livre, Microlearning é uma abordagem de ensino que transmite pequenas doses de conhecimento em curto espaço de tempo, com o objetivo de construir uma extensa porém bem mais leve jornada de aprendizagem.

“Ah, mas o meu conteúdo é muito técnico”. Não tem problema! Independente do conteúdo, é comprovado que nossa atenção só é focada durante os 20 primeiros minutos. Ou seja, além do colaborador não aprender os outros 80%, a curva do esquecimento vai se encarregar de levar o que sobrou.

Um exemplo disso, foi a aplicação deste e de outros conceitos modernos de aprendizagem que fizemos para a SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho) do Grupo Globo (além de outras). O evento é obrigatório em médias e grandes empresas e repleto de conteúdos importantes para o maior bem de uma empresa; a vida de seus colaboradores. Com formato inovador e gamificado, os colaboradores interagiram e aprenderam sobre a prevenção dos principais acidentes de suas operações de forma leve, interativa e engajadora. Quer dar uma olhadinha na solução? Veja aqui!

Por isso sugerimos novas tendênicas; “morte aos formatos tradicionais”. Saiba novas dicas:

 Artigo escrito por Ana Clara Pessanha, Analista de Dados e Projetos da #PlayerUm.

Informações: sipatgamificada.com.br