Artigo: Por que voltar seu WhatsApp para 1x

Não deixe que 2022 também passe num click

Veja o artigo publicado na íntegra no Meio & Mensagem.

Assim como em 2020, ano passado também foi um ano em que a realidade imitou a arte. Depois do Contágio, em 2021 foi a vez de outro filme entrar em ação, Click.

Nesse filme, Adam Sandler consegue um controle remoto que lhe permite avançar as partes desagradáveis ​​ou sem graça de sua vida; e ele logo descobre que esse “tempo perdido” continha partes inestimáveis de experiências e lições da vida.

Em maio de 2021, o WhatsApp liberou o botão que acelera a reprodução dos áudios; e a impressão que dá é que não foi só a velocidade das mensagens que acelerou…

Nunca estivemos tão apressados, atrasados, preocupados, ansiosos e por aí vai uma lista de adjetivos que refletem uma corrida imaginária, na qual nunca nos inscrevemos e nem gostaríamos de estar nela.

É claro que a culpa de nossa sociedade estar super acelerada não é (apenas) do Zuckerberg; mas, eu encarecidamente gostaria de lhes pedir para voltar esse botão para o “1x” e nunca mais mexer nele.

E vou te dar 2 bons motivos (além das reflexões retiradas da própria ficção):

1. Se você está tendo que acelerar uma mensagem é porque o assunto e/ou a pessoa não merecem o seu tempo. Se você julgasse ser realmente importante, interessante, você ia querer prestar o máximo de atenção possível. Ou seja, nesse caso você não está ganhando tempo… Você está é perdendo tempo;

2. Nossas vidas já estão corridas o suficiente! É óbvio que, o que precisamos não é de “botões aceleradores”! Se pudéssemos escolher, deveríamos desenvolver “pedais de freio”; até porque todos queremos viver mais e melhor. E pra isso, precisamos ajustar também nossas vidas para o “1x”.

E, mais importante de tudo, aproveitar esse novo pace para estar mais focado no presente, se interessar e dar mais atenção às pessoas à nossa volta e se cuidar (muito!), pois as experiências vividas são nosso maior legado e a vida não tem replay!

Flávio Stoliar é CEO da PlayerUm, uma startup de gamificação corporativa, e Podcaster do PlayerTalks, o primeiro podcast gamificado do mundo! 

Curtiu? Leia também o artigo Foque nos 10%!

Conheça o primeiro podcast gamificado do mundo!