Artigo: Por que não gamificar um podcast?

Por Flávio Stoliar

2020, mundo de cabeça pra baixo, preso dentro de casa, cabeça a milhão…

Bora lançar um podcast? Bora! Mas, como? Nunca fizemos. É… Mas, podemos fazer! Vamos testar? Vamos!

Foram dois MVPs com a talentosa Tha Pinheiro; seguidos de um bate-papo delicioso, com meu ídolo Marcão e um episódio épico com o fenômeno Bernardinho.

Partiu mais um episódio? Não! Calma. Tem alguma coisa faltando…

O crescimento no número de podcasts em 2020 foi de cerca de 400% na América Latina (1). Só no Brasil já temos mais de 20 mil deles (2). Uhm… Mas, então, como vamos nos diferenciar? Fácil! Vamos juntar nossas duas paixões em uma só. E assim nasceu o primeiro Podcast Gamificado do mundo.

A partir de agora, todos os episódios do PlayerTalks passarão a ter três versões: áudio, vídeo e GAME!

Antes do lançamento, comentei sobre o projeto com algumas pessoas e ouvi três principais questionamentos do porquê gamificar um podcast? Foram eles:

1.     “O podcast não é pra ser uma mídia leve, hands free?”

Sim, com certeza, TAMBÉM. Antes de tudo, um podcast é um conteúdo; e como todo conteúdo, ele deve ser disponibilizado da forma fácil possível ao consumidor. O público de um conteúdo como o nosso é extremamente heterogêneo, do fã do esporte, até o executivo da empresa. Cada um com seu gosto e sua disponibilidade de tempo. Já ouviu falar em Multichannel ou Omnichannel? É isso.

2.     “Por que complicar algo que é pra ser simples?

Não estamos complicando… Estamos dando uma outra opção, mais direta e interativa para o consumo de um mesmo conteúdo. E funciona. Acredite em mim… Acredite nos números! Cerca de 90% de nossos usuários afirmam ter tido maior interesse e motivação pela ação ter sido gamificada.

3.     “Quais as vantagens disso?”

Além de passar o conteúdo do podcast, você pode extrair informações do seu público com o game; gerar uma competição saudável entre seus ouvintes, dar premiação para aqueles que se saírem melhor e/ou te ajudarem na divulgação, gerar leads em uma ação de organic growth, garantir a atenção total pelo formato interativo, etc, etc.

Ou seja, a pergunta que não quer calar é: Por que não gamificar um podcast? Não estamos falando “apenas” de uma experiência mais leve, atraente e marcante; estamos falando de resultados melhores e mensuráveis.

Seja para um podcast, um treinamento, um curso, uma campanha, um evento, se puder, gamifique! E se precisar de ajuda, #ChamaAPlayerUm.

Flávio Stoliar é CEO da PlayerUm, uma startup de gamificação corporativa, e Podcaster do PlayerTalks, o primeiro podcast gamificado do mundo! 

Curtiu? Leia também o artigo Foque nos 10%!

Fontes:

(1) Mia Nygren, diretora-geral do Spotify para a América Latina, em entrevista à revista EXAME.

(2) De acordo com o mecanismo de busca ‘Listen Notes’.

Conheça o primeiro podcast gamificado do mundo!